quinta-feira, 26 de março de 2009

Smart ForTwo

Parece que este anúncio foi banido nalguns países. Não em Portugal onde passa, muito adequadamente, no canal FX, durante o intervalo do "Dexter". Faz-nos pensar duas vezes quando entramos nos nossos enormes carros!!! Reparem no final "No backseats". Genial!

Divisadero - Michael Ondaatje


Acabado de saltar para as bancas, mais um livro que tive o prazer de traduzir, e que considerei um verdadeiro desafio pelos vários registos e saltos temporais e geográficos, pela difícil mas bela escrita do autor. É um verdadeiro "poema em prosa", daqueles livros com frases que nos apetece sublinhar e voltar a ler uma e outra vez.
Para pormenores sobre a "história" e o autor, o sítio da editora explica tudo.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Poe e Criatividade Gótica


Nos próximos 3 dias, é aqui que vou estar, a beber cultura e a recordar os tempos de Faculdade (clicando na imagem, acede-se ao site).

terça-feira, 17 de março de 2009

The Sisters of Mercy

Por esta hora, deve estar a acabar o concerto dos Sisters of Mercy no Coliseu. Não fiz questão de ir vê-los, mas veio-me à memória um dos meus primeiros concertos (acho até que foi o primeiro) no Coliseu, acompanhada pela minha amiga Cristina, precisamente para ver estes senhores. Ah, as Portas de Santo Antão pejadas de negro e cabelos em pé! Ambiente gótico, Coliseu cheio. Hoje estão irreconhecíveis e estou certa de que o Coliseu não estará tão negro como naquela noite do início dos anos 90. Este era o álbum que se ouvia na altura:

quarta-feira, 11 de março de 2009

Easy Come, Easy Go - Marianne Faithfull


"Alguém lhe chamou a Hellen Mirren do rock n’ roll e com razão: Marianne é uma senhora actriz de sentimentos. Um rosto doce marcado por uma beleza cristalina que envelheceu menos do que a voz, instrumento que ela usa cada vez mais longe do cândido pop de sessentas e cada vez mais perto de pop bruxaria.

E é uma bruxa rouca, velha, sabida, Brecht-Weilliana que traz magia a versões de músicas de proveniências tão díspares como Dolly Parton, Bessie Smith, Duke Ellington, Randy Newman, Brian Eno, Decemberists ou Neko Case. Um bruxa que ama cada nota, cada acorde na companhia de feiticeiros como Marc Ribot, Greg Cohen, e Hal Willner, que produziu o álbum. Parceria aliás repetida muitos anos depois de Strange Weather (de 1987). Falando de parcerias e feitiçarias, algumas canções contam com duetos com nomes como Nick Cave, Jarvis Cocker, Rufus Wainwright ou Antony Hegarty. Estes dois últimos podem-se orgulhar de participarem em duas “covers” brilhantes, a inesperada “Children of Stone” dos Espers e “Ooh Baby Baby” de Smokey Robinson, respectivamente. Rufus mais discreto, já Antony como é habitual, a tomar desde logo conta da música mas com a diva de Broken English a aguentar-se na corrida para juntos… “Ooh baby” mesmo, só ouvindo.

De resto Marianne, pena é que o disco não acabe com “How Many Worlds”, maravilhosa versão deste tema de Brian Eno na companhia da voz do filho dos deuses Richard e Linda Thompson, de seu nome Teddy. Preferiste “Sing Me Back Home” do Merle Haggard com o Keith Richards. Sempre a sombra dos Stones algures. Tu lá sabes. Aliás, sabes pouco, sabes."
Nuno Leal, lido aqui.


Quanto a mim, fiquei muito curiosa quanto a este trabalho, já que reúne 3 dos meus cantores preferidos (e são mesmo o Top 3): Nick Cave, Rufus Wainwright e Antony Hegarty. Porém, desilusão total ao perceber que estão reduzidos a meros "acompanhantes" nos refrões (talvez à excepção de Antony). Esperava mais e esta senhora bem podia ter aproveitado melhor os talentos que conseguiu trazer para este disco.

terça-feira, 10 de março de 2009

Twitter


Rendi-me... a esta espécie de local de desabafos e troca rápida de comentários, SMS em ecrã gigante, bem de acordo com as nossas vidas apressadas e cada vez mais resumidas. Assim sendo, eu tuíto, tu tuítas...

sexta-feira, 6 de março de 2009

Mais um dia 1 chuvoso


Desde pequena que me lembro de chover e fazer frio no dia dos meus anos. Talvez por isso fiz os possíveis para que as minhas filhotas nascessem no Verão. Este ano, a chuva não faltou e molhou quem comigo quis passar a tarde... Tarde gulosa, com bolinhos e chá, doces amigas e doces presentes!